Vacina contra I​nfluenza

Quando pensamos em pragas, pensamos logo em Aids, Ebola ou Peste Negra, Gripe não figura nesta lista, no entanto 4 milhões de pessoas morreram durante a epidemia de Influenza de 1918, também chamada de Gripe Espanhola, a pandemia que atingiu boa parte do planeta , mataram mais americanos num só ano do que morreram em toda a Primeira Guerra Mundial da Guerra da Coréia e da Guerra do Vietnã, a Gripe segundo a pesquisadora Gina Kolata, naquela época sacrificava famílias inteiras, dizimando jovens e saudáveis do dia para noite, nenhuma parte do planeta estava a salvo.

A vacinação para gripe começou a ser testada em 1930, porem a dos dias atuais é mais completa e imuniza para os vírus no Brasil: A, B e C.O vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável pelas grandes pandemias.
O tipo C causa apenas infecções respiratórias brandas, não possui impacto na saúde pública, não estando relacionado com epidemias..e é refeita anualmente, como a utilizada no Brasil é feita com subtipos de influenza que circularam na Europa e Estados Unidos no inverno passado.

A imunização, desde Pasteur, que se dizia que seria a medicina do futuro, uma prevenção especifica que se previne doenças transmissíveis, numa economia substancial para os serviços de Saúde de todo o mundo com tratamento de doenças, no caso da Influenza, doenças respiratórias.
O nome Influenza, para denominar o vírus da gripe vem do italiano e significa “influência” (do latim, influentia) e é empregado desde 1722 nos vírus causadores da gripe.

No Brasil , Programa Nacional de Imunização(PNI), funciona desde 1973 e é referencia mundial, por ser um Programa atuante e gratuito, segundo o Ministério da Saúde , o programa busca a inclusão social, assistindo todas as pessoas, em todos o país, sem distinção de qualquer natureza. As vacinas do programa estão à disposição de todos nos postos de saúde ou com as equipes de vacinação, cujo empenho permite levar a imunização mesmo aos locais de difícil acesso.