Regressão terapêutica para crianças visa a superação de traumas e angústias

A psicoterapia com utilização da regressão trata problemas como déficit de atenção, hiperatividade, ansiedade, depressão, tendências suicidas, mutilação, entre outros.

Indecisos e cheios de dúvidas. Muitos pais realizam diversas tentativas a fim de solucionar o sofrimento dos seus filhos. Eles querem entender, por exemplo, os motivos pelos quais uma criança nasce com uma grave enfermidade ou apresenta alguma dificuldade física, emocional ou mental. Porém muitas vezes a solução está no âmbito espiritual.

A Psicoterapia Reencarnacionista é uma moderna escola psicológica, que agrega a Reencarnação, cujo objetivo é avaliar a visão que temos da nossa infância, dos fatos, pessoas, ou situações da nossa vida, suas consequências e como transformá-las.

 “Esta terapia tem como principal ferramenta a Regressão Terapêutica que propõe o desligamento de traumas e doenças da alma, e ainda, a conscientização de quem somos, porque estamos aqui neste plano tridimensional e de vivermos o nosso propósito de vida”, explica a psicoterapeuta Carmen Mírio.

Mírio ressalta que o método da terapia é bem simples e acontece de forma natural. “A regressão é realizada quando a criança está relaxada, desenhando e se conectando com o espiritual. Desta forma é possível atingir o estado de regressão e transmitir este contato por meio dos desenhos que ela mesma faz”, destaca a psicoterapeuta.

Por meio das ilustrações do que é vivenciado faz-se um acompanhamento psicoterapêutico. “O tratamento pode trazer soluções para problemas como: déficit de atenção, hiperatividade, ansiedade, depressão, tentativa de suicídio, mutilação, entre tantos outros”, afirma Mírio.

A psicoterapia assim como outras linhas da espiritualidade ganha respaldo da ciência e medicina. Estudos comprovam que a espiritualidade, tem efeitos positivos para quem passa por algum sofrimento seja mental, emocional ou físico, como descreve a pesquisa: Religião, Espiritualidade e Saúde da National Library of Medicine and National Institutes of Health.

A organização Mundial de Saúde (OMS), inclusive, reconheceu oficialmente a espiritualidade em seu conceito de saúde. Segundo a OMS, Saúde é um estado dinâmico de completo bem-estar físico, mental, espiritual e social, e não meramente a ausência de doença ou enfermidade. Este novo conceito, adotando nova dimensão fez com que, universidades do mundo inteiro se mobilizassem para acrescentar a espiritualidade em seus currículos de saúde.

Carmen Mírio é Psicoterapeuta, Consteladora Sistêmica Familiar e Empresarial, palestrante e autora do livro Regressão para Crianças. Ministra cursos de formação em Psicoterapia Reencarnacionista e Regressão Terapêutica, Crianças do século 21 – para pais, professores, terapeutas. Terapeuta Floral. Pós-graduanda em Pedagogia Hellinger. Associada colaboradora na área da Medicina Integrativa, onde também atua no trabalho com as crianças e nos estudos da psiquiatria, na Pineal Mind. Site www.carmenmirio.com.br


Alessandro Belcorso

Formado em Jornalismo pelas FIAM(Faculdades Integradas Alcântara Machado) começou a carreira na Assessoria de Imprensa do Metrô(SP). Atuou nas rádios Bandeirantes e Nova Difusora; passou pela SporTV, TV Cidade e ConecTV; escreveu para o Jornal da Tarde; foi correspondente internacional do Diário da Região em 2005 e 2006 no Japão. Atuou como Assessor de Imprensa do Grêmio Esportivo Osasco(GEO) e como Diretor de Comunicação do Osasco Audax. Em 2018 foi eleito pela AMECOM(Associação Metropolitana de Comunicação) como o profissional de comunicação do ano da região metropolitana de São Paulo.