Taça das Favelas, o verdadeiro futebol raiz

Torneio organizado pela Central Única das Favelas, lotou o Pacaembu para as finais na tarde deste sábado


Que o futebol é o esporte mais popular do mundo isso ninguém dúvida, que ele mexe com os corações, sentimentos e paixões de milhares de pessoas também não, mas nos acostumamos a ver o futebol apenas como um esporte milionário de grande estádios e craques famosos. Ele vai muito além disso.

Bem, neste sábado (1) no estádio do Pacaembu em São Paulo, que já foi palco de Copa do Mundo, aconteceu à grande final da Taça das Favelas 2019, torneio considerado o maior campeonato de futebol entre favelas do mundo. O projeto que desde 2012 tenta contribuir com a inclusão social através do esporte, fortalecendo as comunidades mais afastadas do centro, e nada melhor do que futebol raiz para isso.

Torcida chegando ao estádio do Pacaembu em São Paulo

Em campo pela final masculina a equipe do Favela 1010 do Rio Pequeno zona oeste da cidade, enfrentou o Parque Santo Antonio da região sul.  Melhor para os meninos da zona sul que ficaram com o título depois de um jogo bem movimento e uma vitória por 3×2.

Na final feminina, Zona norte e Zona Sul mediram forças, o time do Complexo da Casa Verde venceu o Paraisópolis por 2×0 e levou a taça para casa, destaque para a atacante Ana Karolina que abriu o placar logo no começo do jogo com um bonito gol.

A realidade é que o resultado do jogo é o que menos importa, o torneio que movimentou favelas por toda a cidade colocou o futebol de várzea novamente em uma vitrine nacional, um levantamento divulgado pelo portal R7 mostrou que as principais copas de futebol de várzea pela cidade de São Paulo, movimentou 1,5 milhão de reais em 2018.

São uniformes, premiações e campos espalhados por toda a cidade que movimentam todo este mercado, isso gera renda, trabalho e principalmente inclusão social através do esporte.


Felipe Nascimento Cruz

Paulistano, com formação em jornalismo e publicidade. Um ex jogador de futebol que acredita que a comunicação pode mudar o mundo.