Copa América: Cinco anos depois, Seleção volta ao palco de seu maior pesadelo

“O raio não cai duas vezes no mesmo lugar”. Torcedores, jogadores e comissão técnica da Seleção Brasileira terão que confiar muito no ditado popular para não lembrar de um pesadelo de cinco anos atrás, no mesmo palco do jogo desta terça-feira. Vai ser no Estádio Mineirão (foto), em Belo Horizonte/MG, às 21h30, que o Brasil enfrenta a Argentina, numa das semifinais da Copa América. Neste local, em 2014, a Seleção perdeu de 7 a 1 para a Alemanha, na semifinal da Copa que o Brasil sediava. Um pesadelo sem precedentes na história do futebol brasileiro.

Atuações medianas

O adversário é simplesmente o seu principal rival no futebol sul-americano. Os argentinos costumam se agigantar diante da camisa canarinho. E certamente saberão usar o fantasma do 7 a 1 para provocar os brasileiros em campo. Ainda que Messi não tenha feito sua melhor apresentação – apenas um gol na Copa América -, é melhor não acreditar que o camisa 10 alvi-celeste passe mais um jogo em branco.

O Brasil vem de uma primeira fase onde teve duas vitórias e um empate. Nas quartas-de-final venceu ao Paraguai nos pênaltis. Uma atuação que ainda não encheu os olhos do torcedor, ainda que este confie em Coutinho, Everton e Gabriel Jesus. Sem Neymar, cortado por lesão, o trio de ataque tem sido o responsável pelas principais jogadas ofensivas da equipe.

“Exorcismo”

As duas seleções já se enfrentaram no Mineirão após o fatídico jogo contra a Alemanha. Foi em novembro de 2016, pelas eliminatórias da Copa de 2018. Jogar no Mineirão foi um pedido do técnico Tite, justamente para “exorcizar” de vez os fantasmas da derrota de 2014. Naquela noite o time canarinho teve uma grande apresentação e derrotou os “hermanos” por 3 a 0, com gols de Philippe Coutinho, Neymar e Paulinho.

Nesta terça-feira, portanto, vai ser a noite de ver se ainda há fantasmas germânicos pairando no Mineirão, ou se o Brasil poderá vencer as lembranças ruins e avançar à final da Copa América.

Outra semifinal

Na quarta-feira, às 21h30, Chile e Peru se enfrentam na Arena do Grêmio, em Porto Alegre/RS, para decidir quem avança à final, que ocorre domingo, no Maracanã, Rio de Janeiro.


JB Cardoso

Jornalista e escritor, nascido no Rio Grande do Sul e radicado na Bahia, escreve sobre quase todas as editorias, preferindo sempre contar histórias. Viciado em informação, faz dela um meio de vida. Casado com Thábatta Lorena e pai de Pilar.