Curso discute cinema revolucionário e militante da América Latina

Questões políticas e sociais serão analisadas por meio de filmes ficcionais e documentais do cinema clássico ao contemporâneo

O Centro Universitário Maria Antonia da USP realiza a partir de 26 de agosto o curso Cinema da América Latina: Resistência Estética e Política. Ministrado pela pesquisadora Ana Daniela de Souza Gillione, o programa propõe a discussão sobre o cinema revolucionário e militante do Nuevo Cine Latinoamericano, entre outras cinematografias que abordam questões políticas e sociais da América Latina. Dividido em quatro encontros, será realizado sempre às segundas-feiras das 19 às 21 horas. As inscrições estão abertas e não é necessário ter vínculos com a Universidade de São Paulo.

Por meio da análise de filmes, os participantes poderão refletir sobre os aspectos históricos que repercutiram na configuração das cinematografias latino-americanas e sobre a forma como as obras produzem e articulam visões sobre o passado e o presente. Segundo Gillione, “essas questões serão analisadas a partir de alguns estudos de casos específicos como o imaginário indígena, as revoluções e ditaduras militares, além  de reflexões mais abrangentes sobre os conflitos nas relações sociais”.

O investimento é de R$ 120, com desconto de 30% para estudantes, professores e servidores públicos e de 40% para idosos (acima de 60 anos) e aposentados.

Os alunos que tiverem pelo menos 85% de frequência receberão certificado de participação.

Informações e inscrições pelo e-mail cursosma@usp.br ou pelo telefone (11) 3123-5213.

Programação

Cinema argentino

Questões políticas e sociais da Argentina e as formas de representação do exílio

Os movimentos políticos cinematográficos

Cinema brasileiro

O popular e o realismo em filmes de diferentes períodos

De Limite (Mario Peixoto, 1930) ao Cinema Novo.

Da estética da fome à estética do lixo

O cinema contemporâneo

Cinema mexicano

A revolução mexicana no cinema clássico e moderno

A marginalidade e delinquência no cinema latino-americano contemporâneo

Cinema chileno

A trajetória do cinema militante e os filmes de Patrício Guzman

O cinema chileno contemporâneo

Cinema cubano

A revolução cubana, vista sob o tema “subdesenvolvimento”

Soy Cuba e Memorias del Subdesarrollo

Sobre a professora

Ana Daniela de Souza Gillone é professora e pesquisadora de cinema, pós-doutorada pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP. Coordenou cursos de extensão universitária promovidos pelo Centro Brasileiro de Estudos da América Latina (CBEAL – Memorial da América Latina) e ministrou cursos de cinema na Fundação Escola de Sociologia e Política (FESP) e na Universidad de Salamanca, além de cursos livres no Museu da Imagem e do Som (MIS) e nas unidades do Sesc. É pesquisadora do grupo de estudos Cinema Latino-americano e Vanguardas Artísticas, vinculado à Unifesp e ao CNPq.

Serviço

Cinema da América Latina: Resistência Estética e Política

Onde  | Centro Universitário Maria Antonia

Rua Maria Antonia, 294 – Vila Buarque, São Paulo, SP (próximo às estações Higienópolis e Santa Cecília do metrô)

Quando | De 26 de agosto a 16 de setembro, segundas-feiras, das 19 às 21 horas

Quanto | R$ 120,00 | Desconto: 30% para estudantes, professores e servidores públicos, 40% para terceira idade (acima de 60 anos) e aposentados

Informações sobre inscrições | (11) 3123-5213 ou cursosma@usp.br


Sandra Lima

Jornalista há 28 anos, atua com comunicação corporativa, e escreve sobre cultura, saúde, meio-ambiente, educação, ciência e tecnologia e responsabilidade social. Mestre em cinema e educação, adora conversar, ir ao cinema, escutar música e admirar a natureza. Sugestões de pauta - pauta.rede4news@gmail.com