Envelhecimento com qualidade de vida é debatido em série de encontros no Maria Antonia da USP

Especialistas discutem o envelhecimento em diferentes abordagens, com foco na qualidade de vida. A participação é gratuita e aberta a qualquer interessado. 

O Centro Universitário Maria Antonia da USP apresenta, em parceria com o programa USP Aberta à Terceira Idade, a série de encontros gratuitos Conversas sobre o envelhecer. A participação  é aberta à população, sem necessidade de vínculo com a Universidade. 

Os encontros são mensais, às terças-feiras, das 17 às 18h30.

O médico Egídio Dorea, coordenador do programa, ressalta que, com o aumento da longevidade da população e com um estilo diferente de vida de gerações anteriores, o envelhecimento tem um novo sentido. “É necessário ressignificar a vida dentro de um novo cenário com mudanças tecnológicas. Para isso precisamos discutir como viver mais com qualidade de vida”.

Nesta terça, 6 de agosto, às 17 horas, é a vez do tema “A importância da nossa memória autobiográfica“, com Neuza Guerreiro de Carvalho, professora do curso Resgate da memória autobiográfica do programa USP Aberta à Terceira Idade.

Programa “Conversas sobre o envelhecer”

Onde  | Centro Universitário Maria Antonia

Rua Maria Antonia, 294 – Vila Buarque, São Paulo, SP (próximo às estações Higienópolis e Santa Cecília do metrô)

Quando | De 6 de agosto das 17 às 18h30

Quanto | Grátis (não há necessidade de inscrição prévia)

Duração |  90 minutos


Sandra Lima

Jornalista há 28 anos, atua com comunicação corporativa, e escreve sobre cultura, saúde, meio-ambiente, educação, ciência e tecnologia e responsabilidade social. Mestre em cinema e educação, adora conversar, ir ao cinema, escutar música e admirar a natureza. Sugestões de pauta - pauta.rede4news@gmail.com