Entenda o vírus HPV que atinge metade dos jovens no Brasil

foto divulgação

O HPV (sigla em inglês para Papilomavírus humano) é um vírus altamente transmissível, responsável pela doença sexualmente transmissível (DST) mais comum no mundo, que se aloja tanto na pele quanto na mucosa da região genital em homens e mulheres, o que pode provocar verrugas e até câncer dependendo do tipo do vírus.

O estudo nacional mais recente feito pelo Ministério da saúde, revelou um dado preocupante, mais de metade dos jovens entre 16 e 25 anos de idade que são atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) tem HPV e em quase 40% desses casos, apresentam o tipo mais perigoso que pode causar câncer.

Normalmente o vírus costuma ficar latente, sem provocar feridas visíveis a olho nu, o que dificulta o diagnostico mais rápido, mas em quadros de baixa imunidade pode desencadear as lesões .

O diagnostico é feito com exames detalhados na região genital, perianal e boca e a inspeção com ácido acético, usado em medicamentos que aceleram a diminuição e os sintomas do vírus, vale lembra que ainda não existe remédios via oral para o tratamento. Mesmo com uso de preservativo masculino ou feminino, ainda assim é possível contrair a doença, já que a camisinha não isola a parte externa genital, mas os médicos recomendam o uso para evitar outras doenças e gravidez indesejada.

vacina contra HPV quadrivalente

A melhor forma de se prevenir contra o HPV é se vacinando. A vacina é oferecida de forma gratuita na rede pública para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14, além de pessoas transplantadas entre 9 e 26 anos de idade.

Mesmo disponível no SUS, a meta de vacinação está muito baixa. Os dados do Ministério da Saúde mostram que pouco mais 20% dos meninos tomaram as duas doses necessárias, entre as meninas apenas 42% estão protegidas, a meta é de 80%. Segunda a médica infectologista Caroline Rolim Chaves, a vacina pode dar algumas reações como dor local e febre baixa, mas que são consideradas comuns.


Felipe Nascimento Cruz

Paulistano, com formação em jornalismo e publicidade. Um ex jogador de futebol que acredita que a comunicação pode mudar o mundo.