FEIRA ÓPERA SUCESSO DE PÚBLICO E DE NEGÓCIOS

Em sua 30ª edição a Feira Ópera consolidou-se no mercado B2B por seu formato diferenciado de feira de negócios, seu atendimento personalizado, aproximando o expositor dos lojistas e o network, que é o DNA do negócio. Com 15 anos de história e com o foco no B2B, o evento já é considerado como a mais importante feira de negócios no segmento infantil.

” Chegarmos na 30ª edição como a melhor e maior feira do setor, e ainda servir de modelo para outras feiras, prova que nossa ideia principal  estava correta e hoje valida o sucesso da feira para todos”, afirma Fred De Cunto.

Conversamos com o idealizador e diretor executivo da Feira Ópera, Frederico De Cunto, que contou um pouco sobre suas experiências neste segmento de feira:

Qual o principal pilar da Feira Ópera em sua visão?

O principal pilar da Feira ópera é o networking que é feito entre expositores e lojistas,  além da forma como nos relacionamos com eles. Temos uma atendimento humanizado para os nossos clientes.

Qual é o DNA da Feira? O que está no DNA da 30º edição e que também esteve na primeira?

Desde do inicio nós acreditamos na Feira Ópera e nos seus diferencias como negócio. Ao longo do tempo nós só fomos aprimorando conforme a feira foi crescendo. O nosso DNA é fazer negocio entre os expositores e os lojistas, fazer de verdade o B2B para que todos ganhem e cresçam juntos com a Feira  Ópera.

Como a Ópera está vendo o mercado de B2B em nosso país?

O mercado está retomando seu potencial aos poucos,  de uma forma mais inteligente e organizada.  Estamos otimistas mas com os pés no chão.

Qual o principal diferencial da Ópera no mercado B2B?

O formato diferenciado de ‘fair play’, o preço justo para os expositores, a setorização da feira e a forma de  assessorar os nossos expositores durante o ano todo e o nosso principal objetivo que é promover bons negócios entre os expositores e os lojistas.

Como a inovação foi absorvida pela Ópera?

A inovação sempre foi um ponto importante para nós, pois desde o começo de nossa historia trabalhamos no aprimoramento do nosso aplicativo que, além de passar informações importantes e agilizar o tempo dos lojistas durante a feira, os mantem em contato com os expositores durante todo o ano. E agora, desde a edição passada, possibilita que os lojistas que não possam comparecer a feira visitem os estandes das marcas do seu interesse, em um tour virtual – o que também gera bons negócios para ambos.

Quais foram as novidades na 30º edição para os expositores e lojistas?

Para esta edição especial preparamos palestras com os melhores profissionais do mercado para agregar conhecimento aos lojistas (compra, vitrinismo, atendimento ao publico e vendas), desfiles das principais marcas expositoras,  os lançamentos das melhores marcas do mercado para que o lojista encontre tudo o que precisa para suas vitrines, além do Ópera Conecta – o aplicativo que leva a feira até o lojista por meio da tecnologia.

O que lhe marcou nesses 15 anos de trabalho com a Feira Ópera e que faz você acreditar que esteve sempre no rumo certo?

Desde o inicio acreditei no nosso modelo de negócio, no formato inovador e diferente do que se usava. Acreditar que éramos também responsáveis pelo sucesso do mercado como um todo foi um desafio constante, mas que hoje se mostra uma estratégia vencedora.

Nesta 30ª edição  você percebeu um aumento de público? 

Sim – tivemos um aumento de 80% de visitantes. 

Como foi a geração de negócios nesta edição ? 

Foi muito satisfatório para todos que participaram da Feira Ópera. Tivemos um aumento no valor montante de negócios em torno de 10%. 

Os estandes seguem os padrões das feiras internacionais, outro diferencial da Feira Ópera

O inquieto Fred De Cunto já está com muitas ideias para a próxima edição, que já tem data marcada, será nos dias 14, 15 e 16 de maio de 2020.
www.grupoopera.com.br