Pandemia do Covid-19 faz governo japonês adiar os jogos Olímpicos

Nesta terça (24) o primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe, informou ao Comitê Olímpico Internacional (COI) a inédita decisão de adiar para 2021 a Olimpíada de Tóquio que estava marcada para julho deste ano. Depois de conversar com o presidente do COI, Thomas Bach por telefone, Abe comunicou os jornalistas a decisão. O COI emitiu um comunicado oficial:

“Na circunstância presente, e baseada na informação providenciada pela Organização Mundial da Saúde, o presidente do COI e o primeiro ministro do Japão concluíram que os Jogos 32ª Olímpiada de Tóquio devem ser reagendadas para além de 2020, mas não além do verão 2021, para garantir a saúde dos atletas, todos envolvidos nos jogos e a comunidade internacional”.

Na história olímpica, outras edições foram afetadas, em 1916 a Alemanha seria a sede mas, a Olimpíada foi cancelado por conta da primeira guerra mundial. Em 1940 e 1944 que tinham como sedes, Tóquio e Londres respectivamente, também não aconteceram em razão da segunda guerra mundial.

Depois de grande pressão de atletas e comitês de todo o mundo, o adiamento dos jogos devido à pandemia do Covid-19 já era esperada. Os EUA, Austrália e o Brasil cobraram uma posição. O Canadá havia informado que não mandaria seus atletas se os jogos fossem mantidos em 2020.

Foto: via Twitter/ O presidente do COI Thomas Bach e o primeiro ministro do Japão Shinzo Abe

Em março a Organização Mundial da Saúde (OMS) passou a recomendar que todos os eventos esportivos de grande escala fossem paralisados por conta da crise do coronavirus. Além do risco de contaminação com o alto número de circulação de pessoas, a preparação dos atletas foi afetada.

A maioria dos países adotou a quarentena como medida de isolamento para não disseminar, ainda mais, o Covid-19 fazendo com os atletas não conseguissem treinar de forma adequada.  E ainda existem algumas vagas em aberto em seletivas que serão remarcadas.


Felipe Nascimento Cruz

Paulistano, com formação em jornalismo e publicidade. Um ex jogador de futebol que acredita que a comunicação pode mudar o mundo.