Covid19

ANOSMIA – novo sintoma  em  pacientes com Coronavírus

A perda do olfato (anosmia) e do paladar (ageusia), podem ser sinais de alerta para o Covid-19.Além dos sintomas já conhecidos como: febre baixa, coriza, dor de garganta e falta de ar, os infectados pelo novo Coronavírus, relatam estes sintomas nos atendimentos nos hospitais.

Com a Covid-19, múltiplas pesquisas têm sido feitas ao mesmo tempo, mostrando que esse sintoma pode ser um sinal precoce da infecção pelo novo Coronavírus. 

  • Na China – 5,1% de anosmia nos pacientes com COVID-19
  • Na Coreia do Sul, 30% 
  • Na Alemanha, 2/3 dos pacientes com COVID-19 

Apesar dos dados serem iniciais, a presença repentina de anosmia (com ou sem obstrução nasal e perda de paladar ao mesmo tempo) pode sugerir COVID-19.

A Associação Britânica de Otorrinolaringologia (ENTUK), relatou em um comunicado que o número de pacientes que desenvolveram o sintoma em diferentes países é significativo.

A medica otorrinolaringologista Dra. Tanit Ganz Sanchez, tem ajudado profissionais da saúde, pacientes e a população em suas consultas online e em suas LIVES nas redes sociais com  as recomendações da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia, com os cuidados  abaixo:

Sugere-se que essas pessoas obedeçam o isolamento domiciliar por 14 dias e observem se a anosmia será temporária como nos casos de infecção por outros tipos de vírus.

A Organização Mundial da Saúde e o Center for Disease Control and Prevention americano orientaram EVITAR o uso de corticosteroides (por via oral ou injetável) em pacientes com gripes durante a pandemia do COVID-19. O

uso nasal não parece ter  malefício, mas por falta de estudos conclusivos, também recomenda-se cuidado atualmente. A lavagem nasal com soro costuma ser benéfica para remoção de secreções e prevenção de complicações bacterianas, como a sinusite Porém, houve divulgação de que a lavagem poderia facilitar a entrada do vírus SARS-CoV-2 no pulmão ou disseminar o vírus pelo ambiente, por isso recomenda-se manter apenas a de uso crônico (antigo) e evitar nos quadros suspeitos de COVID-19.

Sobre a Dra. Tanit Ganz Sanchez:

•          Médica Otorrinolaringologista formada pela Universidade de São Paulo;

•          Profa. Livre Docente e Associada da Otorrinolaringologia da Universidade de São Paulo

•          Orientadora de pós-graduação da Fonoaudiologia da Universidade de São Paulo;

•       Pesquisadora dos incômodos dos ouvidos há mais de 25 anos, reconhecida internacionalmente como referência para assuntos relacionados sobre a “Quadrilha do Ouvido;    

•          Fundadora e Diretora do Instituto Ganz Sanchez que há mais de 10 anos que é direcionado exclusivamente ao estudo e atendimento de pessoas com Zumbido, Misofonia e Hiperacusia;

•          Criadora e coordenadora do: – GANZ: Grupo de Apoio Nacional a Pessoas com Zumbido;

•          Idealizadora do  Novembro Laranja (Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido); –

•          Idealizadora da TV Zumbido (www.tvzumbido.com.br);

•          Blitz do Ouvido (no Programa Bem Estar Global)

•          Membro da ABORL-CCF;

•          Membro do Corpo Editorial das revistas científicas: Clinics, International    Archives of Otorhinolaryngology e Brazilian Journal of Otorhinolaryngology;

www.institutoganzsanchez.com.br