Teleconsulta à disposição de todos – por que não?

Telemedicina é regulamentada em tempo de pandemia e isolamento social

Um caminho sem volta o uso da teleconsultas

Todo mundo está acostumado com a consulta presencial. Afinal, foi o único modo de fazer consulta que médicos e pacientes aprenderam a vida toda.

Mas o mundo está girando todo acelerado pelas urgências da pandemia e isolamento social … e todos nós, juntos, estamos mudando conceitos e forma de atendimento.

A telemedicina tem diversas modalidades relacionadas à saúde. Dentre elas há a realização de consultas, triagem, monitoramentos e orientações à distância.

Na consulta médica por vídeo-chamada, autorizada pelo nosso rigoroso Conselho Federal de Medicina, o paciente está em local diferente do médico. E isso gerou muitas vantagens:

1)        manter os pacientes  e médicos protegidos em casa 

2)        aumentar o alcance da população a vários profissionais dentro e fora de sua cidade

3)        otimizar tempo para médicos e pacientes

4)        diminuir custos de pacientes com deslocamentos

5)        garantir segurança de informações e privacidade maior do que prontuários físicos

Para a Dra. Tanit Ganz  Sanchez, médica otorrinolaringologista,  o diagnostico e tratamentos dos  problemas pouco conhecidos e bastante específicos dos ouvidos, como o zumbido e as hipersensibilidades auditivas (intolerância a sons), a telemedicina ajuda os pacientes que precisam de atendimento e estão impedidos devido ao isolamento social.  “Pudemos ver rapidamente a força da telemedicina e fazer o melhor uso dela no nosso dia a dia. Nossa posição precursora nos estudos e tratamento do zumbido e incômodos auditivos, aliada à carência global de conhecimento sobre esse tema que afeta cada vez mais pessoas, já motivou brasileiros de diferentes regiões do Brasil – e até de outros países – a procurarem nossa ajuda por teleconsulta médica. Isso nitidamente ampliou nosso espectro de atuação, agregando um benefício bidirecional e, mais do que isso, nos deixando mais experientes e confortáveis para realizar as teleconsultas”, diz a especialista.

Mas há quem tenha receio da tecnologia e de não conseguir fazer uma consulta por vídeo-chamada. Esses tendem a sofrer por mais tempo antes de buscar ajuda. Vale lembrar que estamos caminhando todos juntos nessas mudanças e não é necessário ficar sozinho.

Pedir ajuda pode ser mais fácil do que parece, principalmente em tempo de isolamento social e quarentena. Basta entrar em contato com seu médico.  

Muitas novidades ainda estão por vir acerca das maneiras de usar eticamente a teleconsulta médica. O Instituto Ganz Sanchez está empenhado em acompanhar todas as inovações e novidades em telemedicina.

De qualquer jeito, vale lembrar que há muitas décadas, o desenho animado Os Jetsons retratava uma família que vivia no futuro e já fazia teleconsultas médicas! O futuro é hoje.

Conte com o Instituto Ganz Sanchez!