19 Junho 2024

Avaliação: os acertos e os erros na estreia de António Oliveira como técnico do Corinthians

2 min read

O Corinthians teve uma estreia promissora sob o comando do técnico António Oliveira, que conseguiu uma vitória crucial contra a Portuguesa após uma sequência de cinco derrotas consecutivas. Mesmo com apenas dois treinos conduzidos pelo novo treinador, foi possível observar alguns ajustes táticos que deram resultados positivos.

Um dos aspectos mais marcantes foi a melhoria de desempenho de jogadores que vinham sendo contestados, como Maycon e Yuri Alberto, que marcaram gols e apresentaram bom rendimento em campo. Isso sinaliza uma possível mudança de cenário para o clube, que enfrentou um início turbulento na temporada.

A nova disposição tática implementada por António Oliveira também foi notável. Caetano atuou improvisado na lateral esquerda, substituindo Hugo, enquanto Raul Gustavo formou dupla de zaga com Félix Torres. Com a bola rolando, o trio defensivo permitiu que Fagner tivesse mais liberdade para avançar pelo lado direito, contribuindo para povoar o meio-campo.

No setor ofensivo, Pedro Raul contou com o apoio de Wesley e Yuri Alberto, proporcionando maior mobilidade à equipe. No entanto, ainda não houve uma mudança significativa em termos de criatividade, ficando a cargo de Rodrigo Garro a articulação das jogadas e as bolas paradas.

Destaca-se que a melhor chance do Corinthians na primeira etapa veio de uma cobrança de falta executada por Rodrigo Garro. Raniele aproveitou o cruzamento e encontrou Pedro Raul na área, mas o centroavante parou em uma excelente defesa de Thomazella.

No geral, a vitória contra a Portuguesa trouxe alívio ao Corinthians, tirando o time da zona de rebaixamento e oferecendo esperança para uma recuperação na competição. António Oliveira agora terá a missão de encontrar as soluções necessárias para consolidar o time em formação e buscar a tão desejada consistência ao longo da temporada.